O enquadramento certo e a composição adequada da imagem são essenciais para uma boa fotografia. Antes de tirar uma foto, tente analisar todo o entorno da cena que você quer retratar.

Isso evita, por exemplo, ter uma imagem muito bacana em primeiro plano e no fundo algo desagradável e que acaba roubando toda a atenção e a intenção da fotografia.

Quer saber mais sobre a importância do enquadramento para fazer boas fotos de pessoas e paisagem? Veja outras dicas importantes:

Enquadramento nas fotos de pessoas

Recorte do corpo e da cabeça

Os retratos são fotos incríveis para guardarmos de recordação dos nossos filhos, amigos, parentes, entre outros. Mas, para que um retrato fique bacana, o enquadramento certo é essencial.

Uma dica muito interessante e bem prática é tentar evitar cortar o corpo da pessoa a ser fotografada nas articulações, por exemplo, no punho, joelho, cotovelo e assim por diante.

Esse tipo de “corte” pode dar uma sensação desagradável à imagem e deixar a sua foto nada atrativa. Para evitá-lo, tente sempre cortar o corpo entre as articulações, como no meio do antebraço, no meio da coxa, no meio do braço e assim por diante.

No caso especial da barriga, tente sempre cortar acima ou abaixo do umbigo, mas nunca exatamente sobre ele, deixando a sua fotografia bem mais equilibrada.

Outro ponto que merece atenção é o recorte da cabeça, afinal, não tem nada pior do que uma foto que corte a cabeça do fotografado, não é mesmo?

Mas, você sabia que, mesmo bons fotógrafos também cortam a cabeça dos seus modelos? Lógico que isso precisa ser feito com cuidado.

Para evitar problemas, a regra é simples, a cabeça pode ser cortada nos seguintes locais: topo da cabeça, meio da testa, meio do nariz, entre o nariz e a boca e o meio do queixo.

Ficou difícil entender? Veja essa regra aplicada nas imagens abaixo:

http://www.bocamuseum.org/clientuploads/AFGRL-10001.jpg

Primeiro e segundo plano

Nas fotos de pessoas é importante compor o cenário adequadamente para que nenhuma outra informação “brigue” pela atenção de quem observa a imagem.

Isso significa analisar todos os itens do primeiro e do segundo plano e indicar qual deles é mais relevante e deverá ter mais destaque na sua fotografia.

Outra dica é sempre tentar não enquadrar todos os objetos que aparecem na cena, sempre tentando cortar aqueles que ficam nos cantos, o que dá à imagem uma sensação maior de amplitude.

fotografia enquadramento

Por exemplo, na imagem acima, o que compõe o cenário não é mostrado, já que o enquadramento se foca apenas nos dois personagens principais. E ainda a foto trabalha com a ideia de primeiro e segundo plano, desfocando quem está ao fundo e dando ênfase na mulher.

Se a imagem fosse ampliada para que todo o ambiente fosse enquadrado, muito provavelmente, a fotografia perderia a sua essência e não seria tão interessante como a composição acima.

Veja mais um exemplo de primeiro e segundo plano:

Essa noção de primeiro e segundo plano também é muito importante quando vamos fazer aquelas famosas fotos de viagens, por exemplo, de nós em frente às pirâmides do Egito ou a Torre Eiffel.

Para evitar o efeito desastroso de ficarmos pequeninos diante do monumento a ser fotografado, o ideal é nos posicionarmos mais na lateral da imagem (deixando o monumento ao fundo e tomando conta de toda a imagem) e nos distanciarmos bem do objeto a ser fotografado, deixando ambos de tamanhos mais semelhantes.

Enquadramento nas fotos de paisagem

É claro que todas as dicas que demos acima também funcionam muito bem com as paisagens, principalmente quando falamos de primeiro e segundo plano.

Assim, se você quiser tirar foto de uma flor, por exemplo, posicione-a em primeiro plano e tente desfocar o fundo da cena que não é relevante na sua composição.

Ao fotografar paisagens, muitas pessoas acabam errando na hora de fazer a proporção do que deverá ser fotografado dando muita ênfase ao céu, por exemplo, sem que este tenha nada de relevante para ser mostrado.

Para evitar esse problema, tente balancear a sua imagem, evitando excesso de céu, de chão, entre outros, a não ser que exista algo que justifique direcionar o olhar para esse ponto.

A regra dos terços

A regra dos terços é extremamente importante em fotografia e pode ser usada tanto para fotos de pessoas, como de paisagens. Mas, se você nunca ouviu falar dela, tente começar praticando nas fotos de paisagem.

A ideia é traçar duas linhas imaginárias na vertical e na horizontal, de modo que elas se cruzem, dividindo a imagem em 3 partes (terços) horizontais e 3 terços verticais. Hoje é possível incluir essas linhas imaginárias até mesmo nos celulares para melhorar as suas fotos, nas opções exibir guias.

A regra geral é a seguinte: se o céu, por exemplo, estiver mais interessante do que o solo ou o mar, posicione-o na linha horizontal inferior. Já se o solo ou o mar for o ponto de destaque da sua paisagem, coloque-o na linha horizontal superior.

As linhas também podem ser usadas como guias para quando você desejar fotografar itens que necessitam de retidão, como prédios, paredes e outros.

Pontos de ouro

Dentro da regra dos terços, ainda existe o que chamamos de “pontos de ouro” que são os locais onde as linhas horizontais e verticais se cruzam. Essas áreas representam os pontos de maior interesse na foto para o observador.

Isso significa que se você posicionar o objeto/ pessoa de interesse a ser fotografado em um desses pontos de ouro, a sua composição ficará mais atrativa e interessante para quem observar a sua fotografia. Veja esses exemplos:

Gostou das nossas dicas de fotografia? Conheça o Guia Completo de Fotografia para Iniciantes, e-book gratuito com dicas simples e práticas para os amantes da fotografia.

_

    6 respostas para "A importância do bom enquadramento na fotografia"

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.

8 + cinco =