Não tem nada mais gostoso do que montar um belo álbum com as fotos daquela viagem inesquecível de férias com a família ou os amigos, não é mesmo? Mas, apesar disso, nem todo mundo consegue registrar aquele local incrível com a emoção que ele merece.

Aí acontecem alguns problemas bem conhecidos, como o retrato da família em que um dos membros está sem os pés ou a cabeça, o flash que estoura toda a iluminação natural de um espetáculo ou ainda a foto de um lugar lindo, mas que foi enquadrada de modo totalmente errado.

Se você quer descobrir maneiras de evitar estes problemas e deixar as suas fotos ainda melhores e o seu álbum das férias impressionante, continue a leitura e veja as dicas de fotografia de viagem que separamos neste artigo super completo dividido em duas partes.

Planeje a sua “expedição fotográfica” antes mesmo da viagem começar

Um bom fotógrafo sempre tem uma ideia dos lugares que ele deseja fotografar, antes mesmo de começar a viagem. Essa pesquisa prévia ajuda você a entender se precisará de algum equipamento extra, como um tripé, ou ainda os melhores horários para a luz ideal.

Assim, se você já decidiu o destino das suas próximas férias, comece a pesquisar no Instagram e em outros sites de fotografias, como o Flickr, por cliques de pessoas que já visitaram este destino. Separe os locais que você vai visitar e veja como as fotos que você mais gostou foram feitas.

Se você for visitar um local em que muitas fotografias noturnas foram feitas, por exemplo, já comece a treinar este tipo de foto, preparando o seu tripé e colocando em prática as dicas que nós já demos aqui no blog.

Tente analisar também os melhores ângulos usados pelos fotógrafos e os horários mais bacanas, aproveitando ao máximo a luz natural nestes ambientes.

Não se esqueça ainda de levar alguns cartões de memória extra, já que as chances de você se “empolgar” com os cliques é grande. Se possível, inclua na lista algumas baterias a mais.

Check list de viagem de férias

Conheça bem o seu equipamento e treine antes com ele

Um erro que muitas pessoas cometem é comprar uma câmera para fazer as fotos da viagem, mas não treinar os cliques antes com ela. O resultado é sempre o mesmo: na hora de fotografar, você acaba perdendo um bom tempo tentando “se entender” com a câmera e ainda perde muito do que o equipamento poderia render, caso você já o conhecesse melhor.

Independentemente do tipo de câmera que você for usar, ou mesmo se for fazer as fotos com o celular, é essencial que você esteja familiarizado com o equipamento. Por isso, fotografe bastante com ele antes de ir viajar, explorando os menus, as opções de fotografia manual, o balanço de branco, a função macro e todas as outras opções disponíveis.

Se a câmera for nova, vale à pena “perder um tempinho” lendo o manual, afinal é lá que você encontrará todas as funções do equipamento e poderá explorá-lo melhor. Muitas vezes, a sua foto pode acabar ficando ruim porque você não soube como configurar a câmera corretamente.

Busque por novos ângulos e não tenha medo de fotografar

Uma das maiores “maravilhas” das câmeras digitais é justamente o fato de elas não precisarem de rolos de filme e nem de serem reveladas. Então, não tenha medo de fotografar, se a ideia não ficar tão boa, é só deletar a foto e pronto.

Também não vale ter preguiça. Lembre-se que um bom fotógrafo é aquele que consegue ter uma visão um pouco diferente de algo que todo mundo vê, todos os dias. Assim, busque novos ângulos e posições, ainda que o cenário já seja bem familiar, como o caso de atrações turísticas como o Cristo Redentor, ou o Pão de Açúcar, por exemplo.

Para isso, vale tudo. Abaixe, levante, suba em algum lugar, deite-se no chão. Vá testando e se movimentando, até encontrar aquele ângulo ideal que deixará a sua imagem única e diferenciada. Outra ideia é aproveitar janelas, portas, grades e árvores para fazer uma espécie de “moldura” na sua fotografia, dando um ar mais conceitual a imagem.

Fuja da necessidade de centralizar tudo, o tempo todo

É normal quando começamos a fotografar, querer deixar as nossas imagens todas centralizadas. Mas, nem sempre isso é capaz de deixar a fotografia mais interessante. A regra dos terços está aí para provar que centralizar tudo pode acabar com a emoção da sua imagem.

Para usar esta regra, você poderá dividir a tela da câmera em uma espécie de “jogo da velha”. Nos pontos onde as guias se cruzam estão localizados os “pontos de ouro” – que são as áreas com maior apelo visual e estético. O ideal é que, na hora de montar a sua composição, os itens de maior destaque na sua fotografia estejam localizados nessas regiões.

A mesma regra pode ser aplicada tanto em fotos de pessoas, como de paisagens. Neste último caso, se você for fazer uma fotografia de horizonte, por exemplo, vale à pena deixá-lo em um dos terços, ao invés de no meio da foto.

Outro detalhe importante é a linha do horizonte, que nunca poderá ficar torta, principalmente em fotos do mar – evitando que o seu belo cenário perca toda a graça e o charme com uma foto desalinhada.

Comece a desfocar o fundo

Brincar com o primeiro e o segundo plano é algo muito interessante para quem deseja fazer belas fotografias de viagem. Se você começar a desfocar levemente o fundo, poderá realçar ainda mais quem está no primeiro plano, tornando a sua imagem mais profissional.

Agora, se o plano de fundo for um ponto turístico importante, nada de desfocá-lo, hein? Neste caso, coloque a pessoa a ser fotografada mais perto de você, dando assim a impressão de que ela é um pouco maior e deixando-a mais em sintonia com o objeto do fundo. Novamente, abuse da regra dos terços!

Aliás, falando em segundo plano, antes de fazer qualquer clique, sempre preste atenção ao fundo. Será que não existe nada roubando a atenção da imagem, como uma pessoa em uma pose engraçada, um cachorro ou outros itens? Se esse for o caso, mova um pouco a pessoa a ser fotografada, até encontrar um fundo mais interessante ou neutro.

E, então, com essas dicas de fotografia de viagem, ficou mais fácil tornar o seu álbum ainda mais interessante? Se você ainda tem alguma dúvida, é só deixar um comentário pra gente!

Guia de Fotografia de Viagem

_

    5 respostas para "Guia de fotografia de viagem de férias – Parte I"

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.

cinco + 14 =