As fotos da empresa são um assunto muito importante. Afinal elas aparecem com destaque nas comunicações institucionais e são capazes de ajudar a atrair mais clientes, parceiros de negócios e investidores.

Na hora de montar o site, essas imagens são ainda mais importantes, porque devem representar o seu negócio, passando credibilidade e instigando a vontade das pessoas de conhecerem a sua empresa.

Se você não sabe como fazer as fotos da sua empresa e nem qual a importância deste assunto, continue lendo este artigo!

Por que investir em fotos profissionais para a minha empresa?

Se você está pensando em fazer sozinho as fotos da sua empresa, talvez seja importante rever esse conceito. Lembre-se que essa será a imagem que seus clientes e parceiros de negócio terão da sua marca. Por isso, é imprescindível que ela passe profissionalismo.

Existe uma diferença enorme entre uma foto amadora e uma profissional – e isso ficará evidente aos olhos de quem navega no seu site ou nas suas redes sociais. O fotógrafo profissional conseguirá evidenciar os pontos positivos e deixar a sua marca mais atraente aos olhos do seu público.

Além disso, é importante que as imagens divulgadas:

  • tenham relação com a cultura, missão, visão e valores do seu negócio, transmitindo sentimentos e sensações que são interessantes para a sua marca;
  • demonstrem cuidado estético e profissionalismo;
  • valorizem os pontos fortes do seu negócio;
  • tenham uma ótima qualidade, ou seja, iluminação adequada, alta resolução e bom enquadramento;
  • enfoquem seus produtos ou serviços, ajudando a contextualizar a sua empresa para seus stakeholders;
  • ajudem a passar confiança de que a sua empresa é séria e respeitada.

Ainda que você tenha produtos ou serviços de qualidade, será muito difícil convencer seus clientes disso, caso suas imagens institucionais sejam de má qualidade. Se não acredita, basta pensar em si próprio como consumidor.

Ao visitar o site de um negócio, você iria preferir consumir daquelas marcas com imagens atraentes e profissionais ou das que parecem amadoras e sem nenhum preparo técnico?

Não é difícil responder a essa questão, não é mesmo? E a situação também acontece com os seus consumidores e investidores. Por isso, imagens profissionais são de extrema importância.

E, claro, não se esqueça de evitar as imagens da internet quando for divulgar seus produtos ou serviços (principalmente aquelas advindas do Google Imagens). Primeiro, porque você pode estar usando uma fotografia com direitos autorais – e sem creditá-la, poderá cometer crime.

Segundo porque nem sempre essas imagens são reais e estão de acordo com o que você comercializa. Assim, sua propaganda pode, facilmente, ser considerada enganosa – e você terá de lidar com processos e uma imagem negativa no mercado.

Por isso, na hora de divulgar a sua marca e seus produtos e serviços, use imagens próprias e evite dores de cabeça.

Mesmo os bancos de imagens gratuitos nem sempre são boas opções. Afinal, em alguns ramos, existem poucas opções e será difícil se diferenciar da concorrência usando imagens padrões e já bem exploradas pelas propagandas.

Onde e como usar as fotos de empresa?

Já está convencido de que as fotos de empresa precisam ser profissionais e exclusivas para a sua marca?

Apesar de toda essa importância que citamos, muitos empresários ainda não investem nas imagens corporativas porque acreditam que elas serão pouco usadas. E isso é um erro. Afinal, são muitos os canais onde essas imagens podem ser divulgadas, como:

  • site institucional;
  • página de produtos ou e-commerce da sua empresa;
  • propostas comerciais;
  • posts nas redes sociais;
  • capas do Facebook;
  • campanhas de e-mail marketing;
  • folders e outros materiais institucionais;
  • mídia kit;
  • intranet (e-mails para os colaboradores, jornais e revistas online internas, entre outras publicações voltadas aos funcionários);
  • etc.

Além das fotos dos produtos, você também poderá investir em imagens que retratem a sede da sua empresa, o local onde os funcionários trabalham (e incluí-los nas imagens), a linha de produção, os maquinários e equipamentos modernos que ajudam a diferenciar a sua empresa, os cursos de capacitação e treinamentos, entre outras.

Cada uma dessas fotografias pode ser usada de maneira estratégica na sua comunicação.

Por exemplo, se você está montando um e-mail marketing aos parceiros de negócio mostrando como a sua marca é atualizada e investe na capacitação dos colaboradores e no bom clima institucional, é possível usar uma imagem dos seus funcionários, favorecendo a noção de espírito de equipe. Note que nem sempre você precisa apenas mostrar os seus produtos para vender.

Quem trabalha com serviços, sabe que é essencial construir e trabalhar a confiança do seu cliente – afinal seu “produto” é intangível. Assim, mostrar a sede onde está o seu negócio, o local de trabalho dos seus funcionários e outros destaques do seu escritório, ajudam quem está do outro lado da tela a perceber que a sua empresa é “real”, “de confiança” e “capaz”.

Quais os principais cuidados com as fotos de empresa?

O principal cuidado na hora de produzir as fotos institucionais é contratar bons profissionais, que estejam acostumados com esse tipo de trabalho e que consigam entender a essência da sua empresa.

Assim, é muito importante acertar bem o “briefing” antes de partir para as imagens. Deixe claro ao profissional a visão da sua empresa, os diferenciais da marca e a cultura da sua organização. Lembre-se também de indicar o que deseja destacar, as máquinas ou “modos de fazer” que sejam exclusivas da sua empresa e os produtos que possuem mais ênfase na sua linha.

Outras dicas essenciais são:

Entenda os tipos de fotografias corporativas

Dentro do termo “fotografia corporativa” existem vários subtipos – e cada um pode ser mais ou menos indicado para a sua realidade. Por exemplo:

  • fotografias de produtos (still): geralmente são feitas em estúdio, com iluminação adequada e por profissionais especializados. São altamente recomendadas para quem deseja divulgar seus produtos em sites e redes sociais e em caso de ecommerce;
  • fotografias de arquitetura e ambientes: indicado para negócios em que a fachada e os ambientes internos precisam ser valorizados, como: hotéis, pousadas, salões de festa etc.;
  • fotografias de máquinas: indicadas para empresas de manufaturas, indústrias e outras que precisam focar na tecnologia da linha de produção, destacando esse atributo;
  • fotografia jornalística: recomendada para cobertura de eventos, inaugurações, lançamentos, desfiles e ações promocionais da sua marca. Essas fotos podem ser enviadas em forma de releases e também usadas no endomarketing do seu negócio, motivando os colaboradores, como em jornais e revistas internas.

Avalie o portfólio do profissional

Essa é a melhor maneira de saber se as imagens que o fotógrafo está acostumado a fazer vão ao encontro das suas expectativas e da maneira como deseja divulgar o seu negócio.

Fique atento a qualidade técnica, iluminação e também a questões de estilo – que ajudam a diferenciar as imagens e imprimir mais personalidade a elas.

Pense em soluções mais tecnológicas

Dependendo do ramo em que você atua e do objetivo dessas imagens, é possível investir em soluções tecnológicas.

Por exemplo: as imagens em 360º que ajudam os visitantes a fazerem um tour virtual no seu negócio e ampliam o impacto dessa mídia ou as fotografias com drones, ideais para quem deseja mostrar o espaço disponível na sua empresa ou fortalecer a ideia de grandeza.

Como você viu, as fotos da empresa são um assunto de extrema importância, capazes de funcionar tanto no seu marketing externo, melhorando as vendas e atraindo mais clientes, como no seu marketing interno, valorizando os colaboradores e melhorando as relações de negócios com fornecedores, investidores e outros.

Por isso, elas precisam ser pensadas e planejadas com cuidado, garantindo profissionalismo e qualidade.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe este post com seus amigos gestores e ajude-os a melhorar as suas imagens corporativas!

_

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.

quatro × 5 =